23 de mar de 2009

A dança...

Visto estar a participar na elaboração e execução de actividades culturais com idosos, tenho vindo a reparar na importância da dança para estes. Os bailes são uma das actividades mais bem sucedidas com este público, pois para além fazerem os idosos levantarem-se da cadeira e serem activos, também promove a socialização. Uma outra actividade que pude observar foram as danças de salão que ganham cada vez mais adeptos e também tem tido bons resultados. Desta forma decidi pensar e ler um pouco sobre o assunto e partilhar este texto:
“ A dança pode ser considerada a primeira manifestação do emocional humano. Antes da linguagem, antes da música, a necessidade de extravasar um sentimento fez o homem dançar, com passos simples, movimento místico, dançou de alegria, de tristeza, de gratidão, dançou até para anunciar a guerra e descobriu, sem sua longa e difícil trajectória, que poderia dançar por prazer e para ostentar sua riqueza e afirmar seu poder”. (ACHACAR, 1998: p.11)
Estudos comprovam a importância da actividade física para os idosos e a dança é uma actividade que normalmente tem uma boa aceitação por parte destes. Esta, quando praticada regularmente, possibilita melhorias ao nível físico, psíquico e social. As mudanças biológicas que ocorrem no idoso geram algum declínio, deste modo o idoso deve manter-se activo, atenuando futuras limitações. É importante não esquecer a socialização, pois muitos idosos sentem-se sozinhos, algumas vezes são/sentem-se abandonados por parte da família, com baixa auto – estima e a dança e uma forma de atenuar estes problemas.

Algumas das funções da dança - Auto - expressão, Comunicação, diversão e identificação cultural.

Melhorias resultantes desta prática - Coordenação motora, equilíbrio, ritmo, resistência, memorização, bem -estar e melhoria da qualidade de vida.

Parece que vale apena!